top of page

Operação de combate a fraudes no INSS resulta em prisão em São Luís

Grupo criminoso alterava dados de benefícios previdenciários pelo aplicativo “Meu INSS”


FOTO: DIVULGAÇÃO / PF

SÃO LUÍS - Uma operação de combate a fraudes no INSS resultou em uma prisão preventiva em São Luís. Outros sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos na capital e no município de Pinheiro, na manhã desta terça-feira (31).


Segundo informações da Polícia Federal, a fraude consistia na alteração indevida do domicílio bancário de benefícios previdenciários e assistenciais pelo aplicativo “Meu INSS”, bem como o levantamento de documentos de identidade falsos, comprovante de endereços falsos, visando ludibriar a autarquia previdenciária e, por conseguinte, sacar os valores depositados nos benefícios violados/fraudados.


A partir de levantamentos realizados pelo Núcleo Regional de Inteligência da Previdência Social no Maranhão (Nuint-MA), foram detectados 415 protocolos de alterações de cadastro em benefícios previdenciários entre 10 de outubro de 2018 e 16 de fevereiro de 2023.

De acordo com os cálculos efetuados pela Coordenação de Inteligência da Previdência Social (Coinp), o prejuízo estimado com apenas o pagamento de 49 benefícios já identificados é de R$ 718 mil ao ano. Entretanto, esse valor pode ser ainda maior. Cerca de R$ 30 mil foram apreendidos.


Os investigados na operação Fake ID poderão responder pelos crimes de 171, § 3º, 288, 297 e 298, todos do Código Penal com penas que somadas podem chegar a 20 anos de prisão.

No total de 32 policiais foram mobilizados, com o apoio da Coinp.

0 comentário

Comments


bottom of page