top of page

Flávio Dino tira férias e Cappelli assume o Ministério da Justiça interinamente.


O secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli (PSB), assumiu nesta terça-feira (26), interinamente, o comando da pasta, durante férias do titular, Flávio Dino (PSB), autorizadas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e que se estenderão até o dia 5 de janeiro.


Como primeiro ato no posto, o “número 2” da pasta comandou uma reunião com autoridades da área de segurança dos Três Poderes. No encontro, ficou definido que será apresentado, até o dia 4 de janeiro, um plano integrado de ações visando a garantir o ato previsto para o dia 8 de janeiro de 2024. O evento foi proposto pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para marcar a vitória da democracia contra os atos violentos perpetrados na mesma data de janeiro, em 2023.


O encontro desta terça teve, ainda, o objetivo de viabilizar a integração de forças e a troca de informações para o evento. Estiveram reunidos representantes das polícias Federal e Rodoviária Federal, bem como do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), da Secretaria Nacional de Segurança Pública e de chefes de segurança do Senado, da Câmara e do Supremo Tribunal Federal (STF).


“Na quinta-feira da semana que vem (dia 4 de janeiro), a gente assina um plano de ações integradas, definindo o que cada um fará”, disse Cappelli ao deixar o Centro Integrado de operações da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal.


Segundo o secretário-executivo, o evento – que contará com a presença dos presidentes dos Três Poderes, bem como de governadores, parlamentares, representantes da sociedade civil, ministros e presidentes de tribunais de justiça estaduais e de assembleias legislativas, Será “um ato de celebração democrática, com todas as autoridades do Brasil; e um momento de festa para celebrar a democracia revigorada após os atos inaceitáveis do dia 8 de janeiro de 2023”.

0 comentário

Comments


bottom of page