top of page

CBF afasta três árbitros após a primeira rodada do Campeonato Brasileiro


Após a primeira rodada do Campeonato Brasileiro, três árbitros foram afastados pela CBF. Os três estão fora da escala por tempo indeterminado. Enquanto não trabalharem nas partidas, vão passar por um período de treinamento. São eles:

– Flávio Rodrigues de Souza, que apitou Vasco x Grêmio

– André Luiz Skettino, que apitou Atlético-GO x Flamengo

– Yuri Elino, que apitou Corinthians x Atlético-MG


A informação foi publicada inicialmente pelo jornalista Rodrigo Mattos, no UOL. Os três árbitros tampouco serão escalados em jogos de outras divisões.


As três partidas foram marcadas por diversas reclamações dos times. Após a vitória do Flamengo sobre o Atlético-GO por 2 a 1, o presidente do clube goiano, Adson Batista, fez críticas e acusações contra o árbitro e a CBF. O Dragão reclama de pênalti marcado nos acréscimos para os cariocas.


– Sobre a arbitragem, uma boa parte é uma vergonha, é uma máfia. Eles entram em campo para fabricar resultados. Eu vivo o futebol 24 horas por dia e ganho tudo no suor, no trabalho. Tenho um time que não tem dívidas, que é equilibrado. Fazer futebol sério é muito difícil. O Flamengo não precisa disso, é um grande clube e tem muita qualidade. O Atlético-GO jogou de igual para igual – disse Adson Batista.


Após a partida entre Vasco e Grêmio – vencida por 2 a 1 pelo clube carioca – houve muita reclamação por parte do time gaúcho. O vice de futebol do Grêmio, Antônio Brum, classificou a atuação do árbitro Flávio Rodrigues de Souza, de “uma vergonha”. Segundo o comentarista PC Oliveira, Flávio deixou de marcar um pênalti para cada time.


O Atlético-MG também demonstrou descontentamento por decisões da arbitragem no empate por 0 a 0 contra o Corinthians, na Arena Itaquera. O clube informou que faria uma reclamação formal na CBF. A diretoria mostrou insatisfação com a expulsão de Battaglia e defendeu que o corintiano Fagner merecia o vermelho.



0 comentário

Comentarios


bottom of page