top of page

Caso da aeronave sequestrado por Maranhense vira filme.


Em 29 de setembro de 1988, o maranhense Raimundo Nonato Alves da Conceição, que na época tinha 28 anos, sequestrou o voo de 375, operado por um Boeing 737-300.


A história do sequestro ganhou as telonas e virou o filme ‘O sequestro do voo 375’, que estreou nesta semana nos cinemas.

O voo saiu de Porto Velho - RO e tinha como destino final o Rio de Janeiro. Com 38 pessoas a bordo, o voo fez uma escala em Belo Horizonte, onde embarcaram mais 60 passageiros com destino à capital carioca.


Após a decolagem, o passageiro Raimundo, anunciou o sequestro da aeronave.


Armado, ele rendeu o piloto e copiloto. O plano do maranhense era fazer um atentado ao Palácio do Planalto e "acertar as contas", com o então presidente da República, José Sarney.


A motivação seria um problema pessoal e o desemprego no país, no qual, ele culpava os políticos. Além disso, o sequestro deixou uma pessoa morta e outras três feridas.

0 comentário

Comments


bottom of page