top of page

BEQUIMÃO: João Martins nadando em dinheiro.


A Prefeitura de Bequimão, sob a gestão do prefeito João Martins, recebeu uma quantia significativa de mais de R$ 127 milhões em repasses federais de janeiro de 2021 a janeiro de 2024. Esses valores incluem repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), entre outros.


Os repasses do FUNDEB aumentaram significativamente durante esse período. De 2021 para 2022, houve um aumento de 33,81%. De 2022 para 2023, o aumento foi de 11,56%. Ao todo, de 2021 para 2023, o aumento foi de 49,29%.


Os valores recebidos via Fundeb e FPM em cada ano

Durante esse período, o total recebido via FUNDEB foi de R$ 61.478.046,29 (sessenta e um milhões quatrocentos e setenta e oito mil e quarenta e seis reais e vinte e nove centavos). Já via FPM, foram recebidos R$ 61.843.385,52 (sessenta e um milhões oitocentos e quarenta e três mil trezentos e oitenta e cinco reais e cinquenta e dois centavos). Somente essas duas modalidades de repasses totalizaram R$ 123.321.431,81 (cento e vinte e três milhões trezentos e vinte e um mil quatrocentos e trinta e um reais e oitenta e um centavos).


Em geral, todos os repasses totalizam R$ 127.637.250,24 (cento e vinte e sete milhões seiscentos e trinta e sete mil duzentos e cinquenta reais e vinte e quatro centavos).

Todos os repasses de 2021 a 2024


No entanto, vale destacar que a gestão do prefeito João Martins está sendo investigada por suspeitas de inserir dados falsos para receber mais recursos da saúde indevidamente. Além disso, Bequimão faz parte de um grupo de municípios fiscalizados pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), que revelou graves irregularidades na implementação de escolas de tempo integral nos municípios maranhenses.


Reprodução;

blog do Joerdson Rodrigues





0 comentário

Kommentare


bottom of page